Sistema de Gestão dos Consumos Intensivos de Energia – Indústria alimentar

A SINAMBI, em parceria com a Envienergy, está a desenvolver um processo, num matadouro de aves, de forma a darem cumprimento ao Sistema de Gestão dos Consumos Intensivos de Energia (SGCIE) e a promoverem a eficiência energética através da procura das melhores soluções no que diz respeito à utilização de energia.

A eficiência energética conduz a ganhos ambientais, financeiros e sociais para todos os setores. A utilização eficiente da energia é essencial para a competitividade económica, uma vez que os consumos de energia constituem um enorme peso para as empresas. A eficiência energética deverá ser sempre uma opção prioritária.

Sistema de Gestão dos Consumos Intensivos de Energia (SGCIE)

O Decreto-Lei n.º 71/2008 de 15 de abril regula o SGCIE que define regras cujo objetivo é a racionalização dos consumos energéticos nas empresas consumidoras intensivas de energia.

Na auditoria energética, realizada no matadouro, foram definidos os seguintes indicadores de desempenho da instalação:

  • intensidade energética (IE);
  • consumo específico de energia (CEE);
  • intensidade carbónica (IC).

Principais fases do projeto

  1. Auditoria Energética e Plano de Racionalização de Energia (PREn)

A metodologia das intervenções consiste, em termos gerais, e sem prejuízo de outras, em visitas ao matadouro para realização de medições elétricas e térmicas, no processo produtivo e serviços auxiliares, na recolha de elementos de forma a efetuar a caracterização energética da instalação e na identificação de potenciais poupanças de energia. No final será realizado o relatório da auditoria energética bem como a definição de um Plano de Racionalização de Energia.

  1. Gestão de Energia (Acompanhamento do ARCE)

O matadouro deverá cumprir com o PREn aprovado e efetuar um controlo de execução e progresso do Acordo de Racionalização dos Consumos de Energia (ARCE).

Os Relatórios de Execução e Progresso (REP) serão elaborados de 2 em 2 anos e submetidos no site da ADENE. Estes relatórios são obrigatórios e têm como objetivos:

  • Verificar a evolução dos indicadores de desempenho;
  • Efetuar o acompanhamento do estado de implementação das medidas do ARCE.

Apoiamos a sua empresa

A SINAMBI pode auxiliar a sua empresa a cumprir com a Lei em vigor e tornar-se energeticamente mais eficiente, levando a uma redução de custos significativa.

Alguma dúvida, contacte-nos.