Renováveis representaram 61% da produção nacional no primeiro semestre de 2018

Em destaque no segmento da energia, continuam as Energias Renováveis.

Segundo a APREN – Associação Portuguesa de Energias Renováveis, no primeiro semestre de 2018, as energias renováveis representaram 61% do total da produção elétrica de Portugal Continental, um resultado bastante impulsionado pela maior disponibilidade de recursos, em particular, hídricos e eólicos.

No período em análise destaca-se, positivamente, um conjunto de 623 horas, não consecutivas, o que equivale a 26 dias, em que a electricidade renovável foi suficiente para, só por si, abastecer o consumo eléctrico nacional.

É ainda de realçar as decisões tomadas, no âmbito da Diretiva das Renovávies, aprovadas no pacote  legislativo para 2030, das quais se salientam:

  • A aposta no autoconsumo, que vê reconhecido o direito de não ser penalizado por custos de acesso à rede na componente da energia autoconsumida.
  • A definição de uma trajetória linear de penetração de energia renovável no seu mix para atingir a meta estabelecida até 2030.
  • A meta para a eficiência energética – 32,5% face aos valores de 1990, mostrando a necessidade de uma atuação concertada não só no setor da eletricidade, mas também no dos transportes e no aquecimento e arrefecimento.

|Relatório Completo aqui.


SINAMBI participa ativamente no crescimento das energias renováveis em Portugal, através da coordenação de diferentes trabalhos no âmbito dos Procedimentos de Avaliação de Impacte Ambiental, dos quais se destacam:

Pedido de Enquadramento no Regime Jurídico de AIA de um Parque Eólico para autoconsumo

http://sinambi.pt/projetos/relatorio-de-insercao-paisagistica-centrais-solares-fotovoltaicas-vidigueira/

http://sinambi.pt/projetos/estudo-de-incidencias-ambientais-legalizacao-de-parque-fotovoltaico-em-vila-do-bispo/

Necessita da nossa ajuda? Contacte-nos!