12ª Edição do Festival de Observação de Aves – 1 a 5 de Outubro

O mês de outubro é a época do ano em que milhares de aves sobrevoam o Algarve a caminho dos seus territórios de invernada em África. E por esse motivo, entre os dias 1 a 5 de Outubro, Sagres, que se localiza no extremo sudoeste de Portugal (e da Europa) e por isso é um local de convergência de aves migratórias, será palco do maior evento de observação de aves em Portugal.

Festival de Observação de Aves de Sagres conta já com a 12º edição e vai mostrar a todos os amantes da natureza, um verdadeiro espetáculo da migração de aves, recheado de várias atividades, desde saídas de campo, passeios de barco, minicursos temáticos, palestras, ateliers de educação ambiental, sessões de anilhagem e de monitorização e ainda sugestões como caminhadas, cursos de fotografia e visitas guiadas históricas.

Durante o Festival será possível observar espécies raras, como a petinha-de-richard (Anthus richardi), uma ave migradora bastante rara em Portugal, proveniente das paragens longínquas da Sibéria.

Este ano a ave ‘estrela’ do Festival é a cegonha-preta (Ciconia nigra), uma ave com presença regular nos céus de Sagres, que se pode observar com relativa facilidade na altura da migração. A cegonha-preta vê-se geralmente sozinha ou em casais (na época de reprodução), mas entre agosto e outubro, quando migra para África, podem juntar-se bandos que chegam às 100.

programa do festival conta com mais de 150 atividades, tanto para adultos como crianças. Algumas das atividades em destaque são:

  • Saídas de campo para aprender a fotografar aves costeiras e aves noturnas;
  • Saída para o mar guiado por biólogos e descobrir aves marinhas pelágicas;
  • Juntar-se aos especialistas da  Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) e observar as aves planadoras;
  • Sessão teórico-prática sobre registos de campo para observação de aves;
  • Assistir a sessões de anilhagem;
  • Workshops para aprender a desenhar aves no caderno de campo;
  • Integrar uma equipa de investigadores que está a monitorizar a migração das aves, especialmente rapinas, no âmbito de um estudo sobre impactes de parques eólicos sobre a avifauna na região;
  • Aprender a construir caixas-ninho para aves;
  • Aprender a construir Assobios e chamarizes;
  • Participar numa ação de devolução à Natureza de uma ave recuperada.
  • (entre muitas outras).

O evento é organizado pela Câmara Municipal de Vila do Bispo, em parceria com a SPEA e a Associação Almargem.

As inscriçõescom limitação de participantes, já estão a decorrer. Consulte o programa AQUI.


SINAMBI elabora e implementa Planos de Gestão e Monitorização de sistemas ecológicos, nomeadamente, Avifauna, Mamíferos voadores, terrestres, marinhos, Flora, Vegetação e Habitats.

Conheça alguns dos projetos realizados ou em curso:

Necessita de apoio neste âmbito? Contacte-nos!

Fonte: SPEA