Descida de 4% nas emissões de CO2 na União Europeia no final de 2023

No último trimestre de 2023, de acordo com o Eurostat, foi estimado que as emissões de gases com efeito de estufa na União Europeia eram cerca de 897 milhões de toneladas de CO2 equivalente, o que representa uma diminuição de 4% comparativamente com o mesmo trimestre de 2022 (935 milhões de toneladas de CO2eq).

As reduções mais significativas que ocorreram nesse período dizem respeito aos setores económicos do fornecimento de eletricidade e gás (-17,2%) e a indústria transformadora (-3,1%), estimando-se que as emissões de gases com efeito de estufa tenham diminuído em 22 dos 27 países da União Europeia, com as maiores reduções a ocorrerem na Estónia (-23%), Bulgária (-17%) e Finlândia (-9%).

Dos 22 membros da União Europeia referidos, estima-se que 10 também registaram um declínio no seu PIB (Estónia, Finlândia, Suécia, Alemanha, Áustria, Irlanda, Letónia, Lituânia, Países Baixos e Luxemburgo) e 11 terão conseguido diminuir as emissões e aumentar o seu PIB, nomeadamente Portugal (Bulgária, Bélgica, Chéquia, Dinamarca, Itália, Espanha, França, Polónia, Portugal, Roménia e Croácia). A Hungria manteve o PIB no mesmo nível.

Os 5 países que registaram aumentos nas emissões e simultaneamente no PIB foram Malta (+7,7%; +4,3%), Eslovénia (+5,6%; +2,2%), Chipre (+2,3%; +2,1%), Eslováquia (+1,7%; +2,2%) e Grécia (+0,3%; +1,1%).

Fonte: Água&Ambiente

Imagem: Freepick